How-to,  XCP-ng

Vamos falar sobre o XCP-ng Tools?

Comumente chamado de “tools” ou “guest”, o XCP-ng tools, assim como no XenServer, traz um conjunto de drivers otimizados para a VM, permitindo melhorar e monitorar o desempenho da VM, permite também utilizar ferramentas como o XEN Motion.

O XCP-ng precisa que as ferramentas de convidado sejam instaladas nas VMs para se comunicar com o sistema operacional convidado, estas ferramentas reunem dois componentes principais:

1- Drivers de kernel para o sistema operacional
2- Um agente de gerenciamento

XCP-ng Tools no Windows

PS: XCP-ng, a partir do 8.0, retirou o suporte ao Windows XP e ao 2003, considere um upgrade de Sistema Operacional caso necessite do XCP-ng Tools.

Preparação

Ao se instalar o Windows em uma VM o processo encumbe-se de instalar os drivers na primeira inicialização, faltando somente instalar o agente de gerenciamento, isso pode ser um problema caso vc opte por usar a solução da comunidade do XCP-ng em vez da solução da citrix, pois é essa que é instalada na referida inicialização.

Usar os drivers de kernel da Citrix e depois instalar o Agente de gerenciamento da comunidade XCP-ng não é uma boa ideia, prefira usar os dois da Citrix ou os dois da comunidade XCP-ng, particularmente, em testes que fiz os da Citrix se saiu melhor em termos de desempenho.

Consideremos então que essa escolha ficará para mais tarde, portanto ao criar uma VM Windows certifique-se de:

– Usar o template para windows na criação, lembrando que o XCP-ng Center ativa automaticamente a opção do “Windows Update tools” , procure usar o Xen Orchestra.

– Desmarcar o boot imediato durante a criação da nova VM nas opções advanced. 

– Após criada, desative a opção “Windows Update tools” antes de iniciar a VM criada.

– Após a instalação do Windows certifique-se de que o sistema operacional está atualizado pelo Windows Update, aplique todos os patchs de atualização disponível e só então prossiga na instalação do tools Inserindo a ISO na vm através do menu console da VM no Xen Orchestra.

Verificando se os drivers e agent estão instalados via CLI

Drivers de dispositivo:

xe vm-param-get param-name=PV-drivers-detected uuid={VM-UUID}

Agente de gerenciamento:

xe vm-param-get param-name=PV-drivers-version uuid={VM-UUID}

(ok se não estiver vazio)

Se você já iniciou a VM com a opção ativada, os drivers Citrix foram instalados automaticamente. Reinicie do zero ou veja abaixo como removê-los.

https://xcp-ng.org/docs/guests.html#windows

Dica: você também pode verificar o valor do parâmetro na linha de comando.

xe vm-param-get param-name=has-vendor-device uuid={VM-UUID}

True significa que está ativo, False que não está. Precisa ser False

Instalação do tools

– Baixe a PV Tools mais recente

https://github.com/xcp-ng/win-pv-drivers/releases

– Escolha a melhor opção, ISO para inserir no driver da VM ou zip para enviar e descompactar dentro da VM

– Execute o setup.exe

– Reinicie

– Ficará instalado em Programas e recursos do Windows e no Xen Orchestra, em General, aparecerá: Hardware virtualization with paravirtualization drivers enabled (PVHVM)

XCP-ng Tools no Linux

Os drivers convidados do Xen estão embutidos no kernel do linux há muitos anos. Todas as distribuições Linux atualmente suportadas as incluem. Então, tudo o que precisamos é instalar o agente de gerenciamento, que vem como um systemd ou como um serviço sysvinit, dependendo da distribuição do linux. O serviço geralmente é chamado de xe-linux-distribution.

Essas ferramentas de convidado podem ser instaladas:

  • Dos repositórios online da distribuição de destino, se disponíveis
  • Da imagem ISO das Ferramentas do convidado que pode ser anexada a qualquer VM no XCP-ng

https://github.com/xcp-ng/xcp/wiki/Guest-Tools

Instalar a partir das ferramentas convidadas ISO

Distribuições Linux “Suportadas”

Para distribuições suportadas pelo install.shscript (Debian, CentOS, RHEL, SLES, Ubuntu …), o processo é:

  • Anexe o ISO das ferramentas do convidado ao convidado da Xen Orchestra, XCP-ng Center ou usando xe.
  • Depois, dentro da VM, como root:
mount /dev/cdrom /mnt
bash /mnt/Linux/install.sh

Caso algum programa não seja encontrado pelo script no PATH atual,como o ldconfig por exemplo basta encontrar o caminho com o comando “whereis ldconfig” e adicionar o caminho ao PATH com o comando

PATH=$PATH:/usr/sbin
umount /dev/cdrom
  • Não é necessário reiniciar a VM, mesmo que o script solicite. Essa é uma mensagem antiga quando era necessário instalar um módulo do kernel, além do agente de gerenciamento.
  • Ejetar as ferramentas convidadas ISO

Distribuições Linux derivadas

Se sua distribuição linux não é reconhecida pelo script de instalação, mas deriva de uma suportada pelo script, você pode substituir a detecção e forçar a instalação das ferramentas usando:

bash /mnt/Linux/install.sh -d $DISTRO -m $MAJOR_VERSION

Exemplos:

# derivados de debian 10

bash /mnt/Linux/install.sh -d debian -m 10

# derivados de RHEL or CentOS 8

bash /mnt/Linux/install.sh -d rhel -m 8

A probabilidade de a instalação funcionar corretamente dependerá de quanto essas distribuições diferem de suas distribuições originais.

Em suma, o assunto ainda é bastante vasto e merece uma atenção mais aprofundada, as versões da Citrix ainda mantém uma certa suérioridade em relação às desenvolvidas pela comunidade, mas devido a compatibilidade ambas são funcionais, basta escolher usar tanto os drivers quanto o agente do mesmo “fornecedor”.

Nosso grupo no Telegram: https://t.me/xcpng

Compartilhe este conhecimento:

Graduado em TI pela FATEC, Pós Graduado em Segurança da Informação pela UNISUL, CISCO CCNA4, Gerente de TI, Atuo na área Governamental desde 2009

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *